Visualizações de página do mês passado

Páginas


ASSISTAM E COMPARTILHEM

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14

Mariana e Felippe Valadão, Sarah Sheeva e Nelson Junior - Entrevista no Superpop


Ora, o homem natural não compreende 
as coisas do Espírito de Deus, 
porque lhe parecem loucura; e não podem 
entendê-las, porque elas se 
discernem espiritualmente. (I Co. 2:14)



Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1 Coríntios 2:14

quarta-feira, 29 de junho de 2016


Entender e amar

Às vezes você pode dizer que alguém se afastou de você e nem mesmo você entende o motivo de tal coisa.
Eu penso e me pergunto: será que você não está também observando ou prestando atenção em si e conseguindo entender que você pode fazer, ou tenha feito algo para alguém se afastar, se distanciar?
Nossa tendência é querermos que as pessoas nos compreenda, nos deem atenção, carinho, amor, olhe para nós, nos enxergue como somos, nos entenda no mais íntimo do nosso ser, quando isto não fazemos. Nós também não conseguimos compreender, olhar com paciência e amor, de forma que possamos entender o sentimento do outro. Isso por que não somos tão capazes de nos colocarmos no lugar do outro? Basta nos abusarmos da situação e já damos as costas para a pessoa que nos ama e que devemos amar também.
Será que Deus age assim com você? Será que Deus te esquece e não te compreende pelas circunstâncias? Será que Deus não procura saber qual a intensidade da tua dor e desconforto que você está sentindo por passar aquela situação? Será que Deus te deixa para poder dá atenção as outras pessoas? Pense... Deus desprezaria seus sentimentos, ou não te entenderia?
Deus entende a todos nós e nos ama "como somos", porque Seu amor é incondicional. E é por isto que Deus entende muitas vezes quando estamos mais introspectivos, mas nem por isto Ele nos deixa de lado, Ele não deixa de nos acompanhar, porque Deus não dá tempo de nós e faz o impossível para nos ver sair deste estágio de introspecção.
Assisti um dia um filme “Em seus passos, o que faria Jesus?”. Te pergunto: Se você passar por uma situação assim, ou tiver alguém que você ame passando por um problema desses, o que você faria? Se afastaria da pessoa dando a desculpa de respeitar seu tempo? Não entenderia a situação e nem ao menos tentaria se colocar no lugar da pessoa? Ou tentaria entender e amar como Cristo amou?
Em seus passos, o que faria Jesus?
       
            “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos.” Jo. 15:13

 

domingo, 7 de junho de 2015

COM DEUS VOCÊ NUNCA ESTÁ SOZINHO



Lembro-me de quando Deus me enviou para outro estado, e lá passei um ano morando. Em um dia de domingo estava me sentindo muito sozinha e resolvi caminhar um pouco sem destino. Nesta caminhada olhava para o céu e implorava a Deus em meio a lágrimas para que eu não me sentisse tão só, já que em sua palavra posso ter esta garantia, porque Ele está comigo em todas as situações (Is. 41:10).

Um ano me sentido extremamente sozinha, mas confesso que foi o tempo que mais entrei na presença de Deus, lhe pedindo socorro aos prantos e em alta voz, tamanha era a solidão que sentia dentro de mim.

Hoje, consigo entender que Deus nos deixar enfrentar desertos como a solidão, a doença, a tristeza... para que deste deserto nós possamos sair mais fortes, experientes e para que possamos enfrentar outras situações mais a frente mais firmados em fé e seguros de que podemos passar o que for, mas dentro do nosso coração devemos ter a certeza de que embora estejamos sós fisicamente, nosso Pai está conosco, segurando em nossa mão e nos fortalecendo para que possamos chegar até o final, levantando a bandeira da vitória.

Não importa se hoje você está se sentindo tão sozinho(a), lembre-se dos grandes exemplos que temos na bíblia como José, Davi e até mesmo o próprio Jesus, quando em (Mc. 15:34) disse:  E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: Eloí, Eloí, lamá sabactâni? que, traduzido, é: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” – Neste versículo concluímos que em meio estas palavras Jesus não estava desesperado na cruz, mas se entregando ao Pai transmitindo esperança a quem sofre e redimindo a toda humanidade. Ele não estava sozinho.

Enfim, todos passaram por este sentimento, mas todos venceram, porque Deus os tornaram vitoriosos pela força em fé que eles tiveram nEle.

Com Deus você nunca está sozinho. Ele é o seu amigo de todas as horas.

Clame, grite por Ele, e Ele te consolará e te fortalecerá.


                                 Leia: Gn. 39; 1Sm. 17:37-51 e Mc. 15:34

quinta-feira, 17 de abril de 2014

quarta-feira, 9 de abril de 2014



Quero convidá-lo(a) hoje a refletir um pouco se você realmente tem uma aliança com Deus.
Muitas vezes abrimos nossas bocas e facilmente saem palavras sobre Deus. Dizemos que “somos de Deus”, “andamos com Deus”, coisas desse tipo, mas nos esquecemos ou nem paramos para pensar que “andar com Deus” ou “ser de Deus” é apenas mais que palavras, é atitude, é ter uma aliança genuína com Ele.
Aliança vem do grego “diatheke” que é traduzido por aliança ou por testamento, e a ideia é a maneira de materializarmos sentimentos, convicções, e se observarmos de um modo geral, a aliança é a maneira de materializarmos a fidelidade que temos para com Deus e que Ele tem para conosco. Por tanto, a aliança é a casca e a fidelidade é a essência, e isto só existe quando verdadeiramente somos leais a Deus. Por isto que não podemos resumir nossa aliança com Deus através apenas do nosso exterior, com discursos falsos, serviços ou atividade. Ter uma aliança com Deus é ter uma vida santa diante dEle.
Nosso maior exemplo de santidade na Palavra foi Jesus, pois Ele foi fiel ao propósito para o qual seu Pai, Deus, o criou até o fim. Salvar toda a humanidade.
Ele foi humilhado, traído, negado, preterido, injustiçado..., Ele sofreu tudo que eu e você hoje sentimos para compreender nossas dores e ser a ponte que nos leva a Deus, para que sejamos curados, tratados, justificados diante do Pai.
Se Jesus conseguiu ir até o fim de sua missão, por que nós não podemos? Se temos uma aliança com Deus é porque verdadeiramente aceitamos Jesus como nosso Salvador e buscamos andar em santidade como Ele andou e venceu, e desta forma somos mais que vencedores como nos diz o versículo que está em Rm. 8: 37 “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou”.
O mundo tem muitos atrativos e nossos cinco sentidos são aguçados para absorvê-los, mas devemos lembrar que para vencermos o mundo devemos querer e buscar o exemplo de Jesus para dentro de nós e resistir a tudo aquilo que o inimigo das nossas almas, satanás nos oferece com tanta facilidade.
Para Jesus não foi fácil, porque Ele mesmo sofreu tentação, conforme Mt. 4:1-11: “Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.
Depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome.
O tentador aproximou-se dele e disse: "Se você é o Filho de Deus, mande que estas pedras se transformem em pães".
Jesus respondeu: "Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’".
Então o diabo o levou à cidade santa, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: "Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui para baixo. Pois está escrito: Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, e com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra".
Jesus lhe respondeu: "Também está escrito: Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus".
Depois, o diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor.
E lhe disse: "Tudo isto lhe darei, se você se prostrar e me adorar".
Jesus lhe disse: "Retire-se, Satanás! Pois está escrito: Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto".
Então o diabo o deixou, e anjos vieram e o serviram.”
            E Jesus venceu! Mas e você, quer ser um vencedor(a)?, Quer ter esta aliança com Deus através de Jesus? Quer andar como Ele andou?
Se sim, faça agora mesmo esta oração: “Senhor Jesus, sei que sou pecador(a), mas hoje me arrependo de tudo que fiz de errado e deixo tudo para viver uma aliança contigo e andar pelo caminho de santidade que o Senhor deseja para mim. Toma minha vida e tudo que tenho em tuas mãos e escreve meu nome no livro da vida com Teu sangue, em nome de Jesus. Amém.”
Agora você tem uma aliança com Deus meu irmão, minha irmã, mas esteja firme na Palavra para que você seja vencedor até o fim.
Que Deus o(a) abençoe e o(a) guarde hoje e sempre em Seus caminhos de amor.


Shalom!
                                                                                                                                         IGHS

sábado, 5 de abril de 2014

A ARMADURA DE DEUS

A Bíblia nos ensina através de (Ef. 6:10-20) como devemos nos revestir da armadura de Deus.
Sabemos que ultimamente, neste mundo, tudo tem sido mais difícil, o amor tem se esfriado mais e mais e o inimigo de nossas almas tem lançado seus dardos inflamados para nos atingir. No entanto, Deus nos ensina em Sua Palavra como podemos estar firmes e como podemos apagar os dardos ou setas lançadas por satanás, conforme citação a cima.
Estamos em constante batalha espiritual, mesmo que não consigamos ver, mas no mundo espiritual trava-se uma batalha entre anjos e demônios que causam influências poderosas sobre o mundo físico, e por esta questão devemos nos revestir de toda armadura de Deus conforme abaixo:

O CAPACETE, v. 17. Paulo faz esta peça representar a salvação, possivelmente referindo-se a Isaías 59: 17. A salvação protege o homem em Cristo de ser desintegrado sob os efeitos condenadores do pecado.
Além disso, o capacete da salvação também nos guia nos nossos pensamentos todos os dias.

A COURAÇA DA JUSTICA - v. 14. O crente está revestido da justiça de Deus, está em retidão Rm. 3: 21 e 5: 1. Sua culpa foi lançada na cruz de Cristo, Rm 13: 12-14 e Ef 4: 24.

O CINTURÃO DA VERDADE - v. 14. A verdade é Jesus. O cristão deverá estar inteiramente ligado a Ele numa comunhão perfeita, Jo 15: 2-7. Esta armadura significa que o cristão se reveste do Senhor Jesus, assumindo a natureza moral de Cristo, Rm 8: 29.

A ESPADA DO ESPÍRITO – v. 17. Único acessório da armadura usado para ataque que é a Palavra de Deus. Por isto que devemos estar sempre preparados, estudando a Palavra do Senhor, para que em tempo oportuno, possamos usá-la contra o inimigo como fez Jesus em Lc. 4: 1-13. E sendo assim, satanás foge de vós.

CALÇADO OS PÉS COM A PREPARAÇÃO DO EVANGÉLIO DA PAZ - v. 15. Significa o estabelecimento de um alicerce espiritual firme. Assim calçados, com prontidão e disposição, aparecem os pés daqueles que cruzam desertos e terrenos montanhosos, levando as boas novas da paz, Is 52: 7-9.

O Senhor equipou Sua Igreja com uma armadura sobrenatural para que ela desempenhe domínio sobre o reino da maldade e lute contra as forças do mal, para que sai da guerra sã e salva.
Aquele que deseja sair vitorioso neste conflito deve possuir todo o equipamento do evangelho, orando em Espírito em todo tempo.

Há um filme muito ilustrativo sobre esta passagem bíblica que disponibilizo, através do site do youtube para vocês meus irmãos.




PLANO DA SALVAÇÃO

video